segunda-feira, 2 de março de 2015

Erro "/usr/libexec/gconf-sanity-check-2 exited with status 256"

Caso receba esse erro ao inicializar o ambiente gráfico Gnome:

"There is a problem with the configuration server. (/usr/lib/libconf-2-4/gconf-sanity-check-2 exited with status 256)"


Ainda poderá receber a seguinte mensagem:
"Configuration defaults for gnome power manager has not been installed correctly" 
ou
"Os padrões de configurações para o gerenciador de energia do gnome não foram instalados corretamente. Por favor entre em contato com o administrador do computador."

E não consiga acessar, execute o seguinte comando:

# chmod 1777 /tmp/

Reinicie a interface gráfica (Ctrl+Alt+Backspace) ou o computador. O problema deverá ter resolvido.

quarta-feira, 12 de março de 2014

Importando dados de um arquivo .xlsx para SQL Server

Esse post é só pra registrar uma ajuda solicitada por um amigo meu, precisando importar uma planilha do MS-Excel 2013 para uma tabela do SQL Server 2012.

Temos um monte de opções, como é possível ver nesse link:


Mas para suportar arquivos .xlsx, temos que instalar o seguinte componente:


Notem que na página de download temos opções para ambientes 32 e 64 bits. Identifique seu sistema e escolha o mais adequado. Não é possível instalar os dois, ok?

Com isso é possível usar o SQL Server Import and Export Wizard (32 ou 64 bits), selecionar o arquivo .xlsx e seguir o assistente, que permite selecionar as colunas, os tipos de dados a serem importados, selecionar o banco de dados de destino e definir no nome da tabela de destino.

Esse link deve ajudar a usar a ferramenta:


É uma referência legal para quem não quer criar um pacote SSIS em uma importação "rápida".

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Dica Linux: 10 truques essenciais para administradores

Um link muito legal da IBM developersWorks, com dicas e exemplos para você reproduzir no seu ambiente.
Bem interessante e recomendo!

Lazy Linux: 10 essential tricks for admins


Agradecimentos a Vallard Benincosa, Certified Technical Sales Specialist, IBM

ATUALIZAÇÃO (12/03/2014): o link foi corrigido e agora está funcionando normalmente, podem acessar. Peço desculpas a quem não encontrou a página e agradeço a compreensão de todos.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Removendo Manualmente LakeSide SQL Deadlock Detector

Não sei se vocês já encontraram a ferramenta de detecção de Deadlock, da empresa SQL Solutions (http://www.sqlsolutions.com/products/sql-deadlock-detector/index.html), em algum servidor de banco de dados. Ferramenta simples, instalação fácil... o problema é pra remover!

Eles disponibilizam uma ferramenta chamada PluginUninstaller, mas que eu me lembre, só funcionou em uma ocasião, nas outras eu fiquei na mão. Você clica Uninstall e... nada!

Se a ferramenta ajuda a encontrar as consultas que estão causando os deadlocks, por que remover?
Por um simples motivo: ela usa o banco de dados de sistema msdb para criar tabelas, stored procedures, filas e serviços.
Quem instalou, percebeu um crescimento absurdo do msdb (dica para os desenvolvedores: criem um banco exclusivo para essa aplicação)!

Primeiro identificamos as filas e paramos as mesmas. Você não pode apagar diretamente pois estão vinculadas aos serviços correspondentes. Então:

  1. Paramos as filas
  2. Apagamos os serviços
  3. Apagamos as filas
  4. Apagamos stored procedures e tabelas

Serviços e Filas


Stored Procedures


Tabelas



Depois desses procedimentos, finalmente conseguimos desinstalar a ferramenta!

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Dicas Hyper-V e Powershell: 10 cmdlets incríveis!

Mais um link de referência, para quem está envolvido no mundo da virtualização e engatinhando no domínio do Powershell:


10 Awesome Hyper-V Cmdlets


Dicas de como inicializar ou parar uma VM, saber quais VMs estão em um host, fazer backup, obter informações de rede das VMs e mais outras dicas interessantes.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

sexta-feira, 19 de abril de 2013

SQL Server: Problema com Database Mirroring (Error 1418)

Eu estava configurando um espelhamento de um banco de dados e tomei todos os cuidados necessários:

  1. Banco com recovery model Full
  2. Restaurei o backup na instância que iria hospedar o espelhamento (Full backup + transaction log backups) e deixei o banco em recovery (WITH NORECOVERY)
  3. Como as duas máquinas estavam no mesmo domínio, apenas segui o wizard para estabelecer o espelhamento
Tudo certo e, ao final, após decidir iniciar o espelhamento (Start Mirroring), recebo a seguinte mensagem:
The server network address "TCP://servidor02.dominio.local:5022" can not be reached or does not exist. Check the network address name and that the ports for the local and remote endpoints are operational. (Microsoft SQL Server, Error: 1418)
Bom, imediatamente, chequei como estava o firewall do Windows e vi que as portas que eu estava utilizando estavam ambas liberadas nos dois servidores. E ativas! Inclusive, consegui dar um telnet nelas (telnet servidor02.dominio.local 5022). O que mais poderia ser?

A parte interessante: as duas instâncias estavam usando a conta NETWORK SERVICE para executar o serviço SQL Server, e não uma conta de domínio (ou local) exclusiva para esse fim. Como eram duas instâncias não configuradas por mim (normalmente eu crio uma conta para o serviço do SQL Server e habilito dois recursos que eu gosto muito: "Instant File Initialization" e permitir  "Lock Pages in Memory") e não tinha janela para efetuar essa alteração, iniciei o serviço "as is".

Como resolver esse problema? Criei um login com as contas de computador do domínio e dei permissão CONNECT em ambas máquinas. Veja como ficou:

Na instância principal:
CREATE LOGIN [DOMINIO\SERVIDOR02$] FROM WINDOWS
GO
GRANT CONNECT ON endpoint::[Nome-do-Mirror-Endpoint] to [DOMINIO\SERVIDOR02$]
GO
Onde,
SERVIDOR02 é o nome do servidor onde está a instância que será o espelho;
Nome-do-Mirror-Endpoint é o nome do endpoint criado quando você configurou o espelhamento; pode ser obtido pela consulta SELECT name FROM sys.database_mirroring_endpoints.


Na instância espelho:
CREATE LOGIN [DOMINIO\SERVIDOR01$] FROM WINDOWS
GO
GRANT CONNECT ON endpoint::[Nome-do-Mirror-Endpoint] to [DOMINIO\SERVIDOR01$]
GO

Onde,
SERVIDOR01 é o nome do servidor onde está a instância principal;

Após isso, iniciei o espelhamento e tudo ficou funcionando!